Anais de Trabalhos Científicos 7º CBHV

Uso de homeopatia para controle da sodomia em machos bovinos inteiros em confinamento

AUTORES

Marco Antonio Cucco marco.diretor@sigohomeopatia.com.br (SIGO Homeopatia - Campo Grande- MS)

Ana Gabriela Francisco da Silva (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)

Renata Padovan Barboza Carneiro (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)

Gabriela Damasceno Jacques (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)

Artur Maggioni e Silva vet.artur.maggioni@gmail.com (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)

Gustavo Guerino Macedo (Universidade Federal de Uberlândia)

Mônica Filomena Assis de Souza monica.rt@sigohomeopatia.com.br (Sigo Homeopatia - Campo Grande- MS)

Marco Antonio Cucco marco.diretor@sigohomeopatia.com.br (Sigo Homeopatia - Campo Grande- MS)

Carmem Estefânia Serra Neto Zúccari (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)

Karine Bonucielli Brum kbbrum@gmail.com (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)

Eliane Vianna da Costa e Silva eliane.silva@ufms.br (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul)


RESUMO INTRODUÇÃO

A bovinocultura de corte no Brasil tem passado por grandes alterações nos últimos anos, com a criação intensiva conquistando mais espaço no cenário nacional. O emprego de machos não castrados na terminação de bovinos resulta em maior produção de massa muscular para uma mesma dieta e um mesmo tempo de engorda, motivo pelo qual tal prática tem se disseminado na pecuária. Adicionalmente, a supressão da castração atende à busca de produção de alimentos com respeito ao bem estar animal.
Em confinamento, devido à alta lotação e à mistura de grupos desconhecidos em piquetes, surgem interações agonísticas e comportamento de sodomia, que é o comportamento de monta entre machos púberes não castrados quando são mantidos juntos em grupos homossexuais.(1,2). A sodomia resulta em menor ingestão de alimento, perda energética por esforço muscular aumentado, lesões mecânicas e morte, tendo, portanto, importância econômica considerável.(3)
As principais estratégias adotadas para minimizar a incidência desse comportamento são: redução da taxa de lotação, evitar a entrada de novos animais no lote já formado e controle do número de animais no lote. (4) Complementar e alternativamente a tais estratégias, a homeopatia propõe abordagem clínica e terapêutica para o tratamento do indivíduo ou rebanho doente, seguindo o estudo de Gênio Epidêmico proposto por Hahnemann. (5) Desta forma, a Homeopatia pode ser empregada no controle e/ou na prevenção de diversas afecções, inclusive comportamentais (ou mentais). A sodomia encaixa-se nesta última categoria.(6)
O objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da utilização de um produto homeopático à base de Chamomilla CH12 e Artemisia CH12 (SodoSigo®) sobre o comportamento de BSS (sigla do termo em inglês para sodomia, Bulller Steer Syndrome) em machos bovinos mestiços não-castrados mantidos em sistema de confinamento.


MATERIAL / MÉTODO

Foram avaliados 225 touros em confinamento, divididos em quatro grupos experimentais: controle (C), veículo (V - 10 g/cab/dia de carbonato de cálcio) e tratados com homeopatia (HOM1 - 10 g/cab/dia - SodoSigo® e HOM2 - 20 g/cab/dia - SodoSigo®).
A preparação homeopática e a ração eram homogeneizadas em baldes exclusivos para cada tratamento e a mistura era depositada sobre a forragem previamente oferecida no cocho, por sete semanas. Simultaneamente ao fornecimento da preparação homeopática iniciaram-se as observações comportamentais.
Foram realizadas observações de comportamento sócio-sexual semanalmente das 6 h às 18 h, por quatro observadores previamente treinados que se agruparam aos pares, revezando-se a cada hora, ficando dois lotes sob responsabilidade de cada par. As observações foram diretas por scan, contínuas no tempo (10 minutos de observação do lote com 10 minutos de intervalo até uma nova observação). As frequências dos eventos comportamentais registrados ao longo do dia foram agrupadas de três em três horas, originando quatro momentos (6h – 9h, 9h- 12h, 12h - 15h e 15h -18h.). As variáveis comportamentais foram expressas em frequência média por momento. Os eventos comportamentais registrados foram: monta (MT), tentativa de monta (AM), fuga de monta (TRID), cabeçada (HDR), choques de cabeça com cabeça (HDCR), cabeça-cabeça (HDHD) e reflexo de Flehmen (FR). As variáveis AM e MT foram somadas originando a variável sodomia (BSS).


RESULTADO

RESULTADOS e DISCUSSÃO
Ambos os grupos tratados ( HOM1 e HOM2) apresentaram redução significativa dos eventos comportamentais que caracterizam a sodomia (BSS)
Para sodomia (BSS), houve diferenças significativas no teste T student (P<0,05) entre grupos: C (9,04+_1,16ab), V(12+-3,16ª), HOM1(4+-0,86,c), HOM2(6,32+-1,91,bc), sendo essas diferenças indicadas por letras diferentes para cada média de grupo.
Após a segunda semana houve queda gradual e estabilização dos comportamentos HDHD, FR e BSS. Não há explicação para um resultado que se encontrou neste trabalho: o grupo controle (C) teve menor frequência de BSS que o grupo veículo (V).

CONCLUSÃO
Com base nos dados obtidos neste trabalho foi possível concluir que a preparação homeopática testada diminuiu significativamente a Sodomia (BSS) no tratamento HOM1, indicando ser recomendável o uso de tal preparação na produção de carne bovina em sistemas que utilizam machos não castrados. Também foi possível concluir que, por HOM1 (10g/animal/dia) ter apresentado redução mais significativa que HOM2 (20g/animal/dia) em relação a V e T, é procedente, em trabalhos futuros, continuar adotando grupos com dosagens diferentes para, além de se aferir a eficácia da preparação homeopática testada, adicionalmente determinar a dose de melhor relação custo/ benefício ao usuário.


    REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

    1. Broom DM, Fraser AF. Comportamento e bem-estar de animais domésticos. 4ᵃ ed. Barueri: Manole. 2010. p.127-36.
    2. Taylor LF, Booker CW,. Jim GK, Guichon PT. Epidemiological investigation of buller steer syndrome (riding behavior) in a western Canada feedlot. Australian Veterinary Journal 1997, 75 (1): 45-51.
    3. Blackshaw,JK, Blackshaw,AW , McGlone,JJ. Buller steer syndrome review. Applied Animal Behavior Science 1997; 54: 97-108
    4. Klemm WR, Sherry CJ, Schake LM, Sis RF. Homosexual behaviour in feedlot steers: An aggression hypothesis. Applied Animal Behaviour 1984; 11: 187-95.
    5.. Hahnemann S. Organon da arte de curar. São Paulo: Bento Mure, 2007.
    6. Souza, MFA, Homeopatia Veterinária. I Conferência Virtual Global sobre Produção Orgânica de Gado de Corte, 02 de setembro à 15 de outubro de 2002, EMBRAPA; disponível em http://www.cpap.embrapa.br/agencia/congressovirtual/pdf/portugues/02pt02.pdf

    Palavras-chave: comportamento sócio-sexual novilhos